Menu Principal

3 Receitas natalinas para encantar à todos

Se você esta em na dúvida de qual doce preparar para a sua ceia de Natal, as Chefs Karina Migliorini, Dani Rolemberg e Paula Martins, trouxeram algumas sugestões incríveis e contaram os segredos para que esta seja a atração principal da mesa.

Chef Karina Migliorini traz o Red Cake, um doce mais elaborado e requer mais habilidade “Ele tem uma textura macia e sempre chama a atenção por suas cores. Para ficar mais elegante e natalino basta fazer porções individuais e colocar cerejas com uma folha de hortelã em cima, isso trará o romance que a noite merece.” Comenta Karina

RED CAKE

RED CLOUD

450 g Ovos
400 g Açúcar refinado
380 g Farinha de trigo
1 g Sal
15 g Fermento em pó
2 g Corante vermelho
1 unid Fava de baunilha
350 g Leite integral
50 g Óleo

MODO DE PREPARO

Em uma batedeira adicione os ovos e o açúcar refinado, bata durante 20 minutos, em seguida adicione a baunilha e o corante. Adicione o óleo e intercale os elementos secos e o leite. Divida em 3 formas de 18 cm, não untadas nas alterais, apenas o fundo e corte um papel manteiga do mesmo tamanho. Em um forno pré aquecido a 160 graus asse a massa durante 30/35 minutos, até ela atingir uma consistência macia, porem sequinha. Após esfriar corte a parte superior de maneira que todos os bolos fiquem retos e com a mesma altura.
CREME DE CREAM CHEESE

250 g Cream Cheese
250 g Manteiga sem sal
800 g Açúcar de confeiteiro (açúcar impalpável)
1 unid Fava de baunilha

MODO DE PREPARO

Em uma batedeira adicione o cream cheese e bata até ficar bem cremoso, em seguida acrescente a manteiga em temperatura ambiente e bata até ficar bem liso. Adicione o açúcar e a baunilha aos poucos. Após incorporar todos os ingredientes bata em velocidade alta durante 5 minutos e reserve na geladeira até o momento do uso.

CALDA DE BAUNILHA

500 g Água
150 g Açúcar refinado
1 unid Fava de baunilha

MODO DE PREPARO

Coloque os três ingredientes na panela e ferva. Armazene na geladeira até o momento de usar.

MONTAGEM

Molhe um dos bolos com a calda de baunilha. Com um bico perlê com um centímetro de diâmetro, em um saco de confeitar grande, faça pequena bolas de recheio em toda superfície do bolo. Com cuidado, coloque o bolo por cima, tendo o cuidado para estar reto, repita as etapas anteriores. Para o topo, faça bolas com o recheio no entorno, polvilhe açúcar impalpável ou gelado e decore.

Karina é Formada em psicologia e graduada em psicologia organizacional, aos 35 anos de idade decidiu abandonar sua carreira de gerente de RH em uma empresa com 2 mil funcionários em Porto Alegre. Apaixonada por gastronomia, foi à São Paulo fazer novos cursos e se encantou pela confeitaria francesa, onde se viu obrigada a seguir sua paixão. Largou tudo no Rio Grande do Sul para morar em São Paulo por longos dois anos para se aperfeiçoar cada vez mais. Em 2015 participou da primeira temporada do programa /”_QUE SEJA DOCE” DO CANAL GNT_/, em que ganhou o primeiro lugar. Hoje Karina Migliorini ministra cursos por todo Brasil sobre culinária francesa e brasileira, adotou uma linha de trabalho mais refinado, com chocolates importados e pastas italianas. Seu carro chefe são os famosos macarons: Doce francês confeccionado com farinha de amêndoas e recheado de chocolate belga.
Chef Dani Rolemberg lembra que nem todos gostam das famosas frutas cristalizadas, que fazem tanto sucesso nessa época de festas, porém existe uma versão que vai conquistar a família inteira. “Fazer a receita com a própria fruta deixa a receita com muito mais sabor é possível sentir o gosto real de cada ingrediente que foi colocado ali, além de tirar aquele estigma ruim de frutas cristalizadas que muitas pessoas reclamam e deixam de comer no natal.” Conclui Dani
Christmas Cake

100g. de damascos doces picados
150g. de uvas passas pretas sem caroço
150g. de uvas passas brancas sem caroço
100g. de figos secos picados
100g. de ameixas secas sem caroço picadas
100g. de nozes picadas
100g. de amêndoas picadas
100g de cerejas em calda (sem a calda) picadas
200g. de manteiga sem sal
100g. de açúcar mascavo ou açúcar de coco
100g. de mel
6 ovos
Raspas da fava de 1 baunilha
250g. de farinha de trigo
1 colher de sopa de fermento em pó
1 colher de sobremesa de canela em pó
1 colher de café de noz moscada ralada
1 pitada de cravo em pó

MODO DE PREPARO

Misture todas as frutas secas e reserve. Bata na batedeira o açúcar mascavo, a manteiga e o mel. Ao obter um creme, adicione os ovos um a um. Disponha a baunilha, bata e desligue a batedeira. Coloque a farinha, o fermento, a canela, a noz moscada e o pó de cravo. Misture manualmente. Junte as frutas reservadas à massa. (Reserve um pouco das frutas para decoração). Misture delicadamente.Disponha a massa em uma forma redonda de 25 cm. untada e enfarinhada. Asse em forno brando (180ºC) pré-aquecido por aproximadamente 45 minutos. Retire o bolo do forno e imediatamente passe uma faca em sua lateral, espere que esfrie e desenforme.

Pode ser congelado por 90 dias.
Opcional: Faça uma ganache com 200g. de chocolate 70% cacau e 100g. de creme de leite fresco e jogue por cima da torta.
Decore com cerejas e frutas secas.

Dani Rolemberg é carioca formada em psicologia com pós em organizacional venceu um câncer avassalador em 2003 e resolveu mudar de vida radicalmente e investir em sua felicidade, cursou faculdade de gastronomia em 2006 e após a sua conclusão começou a ministrar aulas de confeitaria americana. “Descobri no mundo do açúcar a minha verdadeira vocação” Dani encontrou sua verdadeira habilidade na confeitaria artística em 2013, quando abriu seu próprio atelier para atendender as demandas de encomendas e realizar seus cursos no Rio de Janeiro, foi neste mesmo ano que Dani foi para a Inglaterra para fazer seu curso de especialização em confeitaria artística. Dani Rolemberg ficou nacionalmente conhecida por ministrar cursos em todo o Brasil e também nos Estados Unidos (Sheridan/WY), já foi capa da revista mais famosa de bolos artísticos, a Cake Design, além de ter participado de diversas outras publicações. Dani Rolemberg também pode ser encontrada em suas redes sociais. Instagram: umbigonofogaocakes
Chef Paula Martins que é seguida por mais de 400mil usuários nas redes sociais @viversemtrigo, sabe muito bem o que é ter vontade de doce, mas que por sua intolerância alimentar faz adaptações e também pode comer um Panetone de Chocolate sem Gluten “Não é porque temos intolerância que não podemos compartilhar da mesa junto com a família. Temos opções que nos permite criar variedades iguais, ou até mais gostosas que as comidas encontradas nos mercados. Garante Paula.

Panetone de Chocolate

Pré-Fermentação:

1 xíc de água morna (240 ml)
1 cs de açúcar demerara
1 cs de fermento biológico seco instantâneo (10g ou 1 sachê)

Dissolva na água morna o açúcar e o fermento. Deixe reservado em local fechado por 10 minutos, vai formar uma espuma.

Massa:

1 1/2 xíc de farinha de arroz
1/2 xíc de farinha de Teff (pode ser amaranto, linhaça, berinjela, quinoa)
1 1/2 xíc de goma de tapioca hidratada (se não tiver use o polvilho doce)
1/2 xíc de açúcar demerara
1 cc (col chá) de canela em pó
1 cs (col sopa) de psyllium (não tem substituto, se não tiver faça sem)
1/2 Cc (col de café) de goma xantana ou CMC
Pitada de sal
3 ovos orgânicos pequenos
1/4 xíc de óleo vegetal
1 cc de vinagre de maçã
1 cs de essência de panetone
Espuma do fermento
Gotas de chocolate 63% de cacau

MODO DE PREPARO

Misture os ingredientes secos. Na batedeira (pá em raquete ou em gancho) comece batendo ligeiramente os ovos, e acrescente o óleo, a essência e o vinagre. Pare de bater e adicione a espuma do fermento que estava reservada e os secos. Bata em baixa velocidade e depois aumente um pouco. A massa fica leve, mas gruda na pá. Por fim, adicione as gotas d chocolate e incorpore com uma espátula. Rende dois chocotones médios. Deixe descansar por 20 minutos em local fechado. Pré-aqueça o forno a 180 graus. Asse por 40 minutos. Para armazenar deixe depois de frio de frio embalado em saco plástico na geladeira. Na hora de comer é só aquecer 10 segundos no micro.

A Chef Paula Martins conquistou milhares de seguidores a partir do momento que decidiu compartilhar a mudança de seus hábitos alimentares em suas redes sociais. Foi assim que ficou nacionalmente conhecida e requisitada por mais de 400 mil seguidores. Após se descobrir com intolerância à glúten, a @viversemtrigo trilhou sua carreira para difundir receitas rápidas, simples e que também fossem saudáveis, ou seja, funcional, para quem precisasse retirar o glúten de sua alimentação, porém sem perder o sabor. Hoje ministra cursos, palestras e worshop por todo o território nacional, para ensinar restaurantes e chefs a produzir alimentos que tenham o mesmo conceito. Paula Martins também foi uma das convidadas a palestrar sobre o tema no Congresso da VP em 2017.

Fonte: Agência G3

Plaenge