Menu Principal

Restaurante Basilicata oferece variada carta de vinhos

Apesar do consumo do vinho chegar a triplicar no inverno, ao contrário do que muitas pessoas pensam, é possível apreciá-lo em todas as épocas do ano. ORestaurante Basilicata, que abriu as portas em março no Bixiga em São Paulo, oferece uma carta de vinhos democrática para acompanhar os deliciosos pratos criados pelo festejado chef Rafael Lorenti.

Mesmo com as regras pré-estabelecidas de harmonização – onde genericamente os vinhos brancos devem ser servidos com carnes brancas e os tintos com carne vermelha – é importante lembrar que muitos fatores devem ser analisados, para que haja uma perfeita conjunção de sabores e aromas. E, algumas vezes elas podem ser flexibilizadas: existem vinhos tintos leves que caem muito bem com peixes e frutos do mar. Afinal, para toda regra há exceção!

Na carta estão disponíveis aproximadamente 50 rótulos – 65% dos vinhos são de origem italiana, mas há espaço para argentinos, chilenos, brasileiros, portugueses e espanhóis – para que o cliente faça sua escolha. Além disso, há outras 50 opções que podem ser conferidas no Empório, que faz parte daBasilicata – Pão, Empório e Restaurante. Constam também 10 rótulos brasileiros e italianos de espumantes e proseccos.

O Restaurante Basilicata destaca – Pinot Grigio e Chadornnay, Nero d’Avola e Primitivo Puglia/Manduria (4 opções cada), Toscanos, Supertoscanos, Brunellos, Piemonteses (Dolcetto, Barbaresco, Barolo) e Proseccos – todos de origem italiana. Os que têm maior procura são os tintos do Sul da Itália com bons preços: de 55 a 100 reais.

“É importante ressaltar, que embora o brasileiro tenha algumas restrições ao vinho rosé, existem exemplares com muita personalidade e estrutura e que se adequam perfeitamente ao nosso clima tropical”, esclarece Vittorio Lorenti, da quarta geração da família fundadora do empreendimento.

A carta de vinhos Basilicata possui um ótimo custo-benefício e vale lembrar que o restaurante não trabalha com rolha. Vieni brindare con noi!

 

Fonte: Lilica Cesar de Mattos – Assessoria de Imprensa

Plaenge