Menu Principal

Verão: como cuidar do corpo e alimentação de forma saudável

Começo de ano é o momento de realizar os planos que ainda não foram colocados em prática. Enquanto se planeja as metas para todo o ano, é comum desviar a atenção com a saúde.”É importante que as pessoas tenham a certeza que fazer exercícios não só possibilita levar um estilo de vida saudável, mas que também faz muito bem para a saúde e para mente”, aconselha Erivaldo Branco, personal trainer que atende pelo GetNinjas.

Em pesquisa recém-divulgada pela Kantar TNS revelou-se que saúde e bem estar são os maiores objetivos dos brasileiros em 2018, sendo que 39% têm como meta se exercitar mais e 35% levar uma dieta mais balanceada. Para que aproveitar ao máximo o benefício das atividades físicas e uma alimentação adequada é importante ter a orientação e acompanhamento de profissionais qualificados.

Para dar início a essas metas, é importante buscar por um médico para uma avaliação completa, um educador físico/personal trainer para criar um treino personalizado e um profissional de nutrição para identificar a dieta mais adequada à preferência e realidade.

Como se alimentar no verão?

As férias de verão são, ao mesmo tempo, as mais desejadas e as mais perigosas. Em meio a tantas armadilhas na alimentação, as consequências podem ser desde ganhar alguns quilos até causar danos à saúde. A nutricionista Bárbara Ramires, que atende pelo GetNinjas, recomenda a melhor saída para quem planeja se cuidar nesse ano:

Se Hidrate
Em dias normais nós já perdemos água em forma de: suor, urina e, em uma menor escala, nas fezes. A desidratação por falta de reposição de líquido ocorre quando nos exercitamos ou durante verão. Por isso, a dica é: reponha mais água no verão e durante a prática de exercícios. Embora, quase 20% da população brasileira consuma refrigerantes ou sucos artificiais quase todos os dias, segundo pesquisa do Ministério da Saúde, tentar substituir a água não será suficiente devido à grande quantidade de produtos químicos existentes nessas bebidas. Porém, se ainda assim for consumir, que seja em moderação e se for em latas, que as lave antes do uso.

Coma em casa
A melhor ideia de alimentação na praia ou em outro lugar durante as férias é aquela preparada na sua casa, por exemplo: frutas, sanduíches naturais, barrinhas de cereais, cookies e oleaginosas (castanhas, nozes e assim por diante). Mas, se quiser comer fora de casa, é importante se atentar à higiene, verificar se está em condições ideias para consumo, de conservação e a manipulação em si. Exemplo de alimentos fora dessa zona de segurança são os famosos espetinhos de camarão e queijo coalho, vendidos o dia todo sob o sol na praia. E, se ainda assim quiser comer um lanche, dispense a maionese, pois você poderá passar mal. Se quiser comer um pastel frito, deverá conferir a cor do óleo, que não pode estar escura. Se estiver, não compre porque pode conter acroleína, que acarreta problemas gastrointestinais e risco de câncer.

Exercícios que podem ser feitos em casa

Para quem deixa de se exercitar por falta de tempo para se dedicar à um treino na academia, o personal trainer Erivaldo Branco, que atende pelo GetNinjas, recomenda 4 passos fundamentais e alguns exercícios que podem ser feitos em casa.

1 – Estabeleça metas

2 – Inicie devagar

3 – Escolha exercícios que proporcione prazer

4 – Persista em novos hábitos

Antes de iniciar o treino, é necessário um aquecimento para que o sangue circule e evite lesões. Cerca de 10 minutos de exercício aeróbico já são o suficiente, sendo possível pular corda, fazer polichinelos, correr no bairro, entre outros, mas com cuidado para não se lesionar. Para quem já tem problemas em áreas como joelhos, costas, pescoço ou ombro, a melhor coisa é procurar um profissional de educação física para fazer a indicação correta das atividades que você pode fazer.

Pular corda
Para quem não pode contar com um bicicleta ou esteira à disposição, pular corda é uma ótima opção de exercício aeróbico. A corda fortalece os ossos e os membros inferiores (coxa, panturrilha). Inicie com períodos de 3 a 5 minutos de atividade e não se preocupe, o ritmo e coordenação vêem com o tempo e a prática. Dicas na hora de pular corda: opte por roupas confortáveis e que evitem o suor; use tênis com amortecimento que suporte o impacto dos pulos, para evitar lesões nas articulações; mantenha sempre o corpo reto, olhando para frente; comece a pular com os dois pés e, na hora de aterrissar, faça isso com a parte da frente dos pés. Pule com as pernas estendidas e aterrisse com os joelhos dobrados.

Mergulho no banco (tríceps)
Com apenas um banco (cadeira ou sofá) você consegue desenvolver a atividade física. Ele servirá de ponto de apoio para você desenvolver o exercício. Sentado sobre o banco, você vai levar as pernas à frente, esticadas e com o apoio no calcanhar. Posicione as mãos sobre o banco de acordo com a amplitude desejada, lembrando que os braços serão o principal apoio para você. Mantenha a coluna ereta e direcione o corpo ao chão. Retome à posição inicial. A repetição dos movimentos pode ocorrer em 3 séries de 15.

Agachamento (coxa e glúteos)
Exercício simples e funcional para ativar os membros inferiores. Basta flexionar os joelhos, jogando os braços para frente para manter o equilíbrio. Durante a descida, a coluna deve ficar sempre ereta e o movimento tem o limite até que sua perna realize um ângulo de 45 graus. Você pode intensificar a atividade colocando peso no movimento. Para começar, 3 séries de 20 repetições, com um intervalo de 2 minutos.

Plaenge