Nova scooter inspirada no Homem Aranha

Dando continuidade às novidades da inédita Collab Yamaha | Marvel, que recentemente apresentou a MT-03 Homem de Ferro, a empresa fortalece o seu propósito de deixar a mobilidade cada vez mais prazerosa e divertida, lançando o scooter NMAX Homem-Aranha.

O modelo exclusivo e limitado tem cores e grafismos inspirados no traje do herói da Marvel. O vermelho é predominante e os detalhes remetem ao icônico símbolo da aranha e às teias que dão agilidade ao Homem-Aranha.

No quesito força e agilidade o NMAX Homem-Aranha surpreende por ser o mais potente da categoria, com 15,4 cv e 160 cc, e repleto de tecnologia e facilidades para acompanhar o ritmo de quem o comanda.

A escolha da moto deve-se ao seu potente motor 321 cc, 42 cv, 3,0 kgf.m de torque e exclusiva tecnologia DiASil, que contribui para uma menor vibração e ganho de performance para os desafios do dia a dia. À tecnologia inovadora do painel 100% digital, o único da categoria a possuir a luz indicativa Shift Light personalizável, que indica o melhor momento para a troca de marchas nas aventuras pelas pistas. E à possibilidade de controle da frenagem com o sistema de freio ABS de série. Mas acima de tudo, vemos a associação perfeita do design agressivo do farol com projetor de LED, marca inconfundível da MT-03, que remete ao icônico reator presente nas armaduras do Homem de Ferro. O conjunto óptico dá sensação de velocidade, agilidade e leveza, características que ajudam qualquer herói a vencer seus desafios e ir além.

O NMAX Homem-Aranha chega à rede de concessionárias autorizadas Yamaha na primeira quinzena de dezembro de 2021, com preço público sugerido de R$16.490,00 + frete.

As demais edições especiais da Marvel lançadas em 2020 foram: Lander 250 Capitão América, Fazer 250 Pantera Negra e Fazer 250 Capitã Marvel.

Quem faz parte dos Heróis Marvel sabe apreciar cada pequeno momento da jornada. Avança, repensa e transforma (ART for Human Possibilities) tudo ao seu redor com atitudes positivas e infinitas possibilidades, assumindo o protagonismo de sua história.